7 de agosto de 2011

Filme Assalto ao Banco Central

Confesso que havia lido pouquíssimo a respeito de Assalto ao Banco Central antes de ver o filme. E prefiro assim. Acho que a opinião fica mais "livre". 



Bom, eu sabia tão pouco sobre o filme, que tomei um susto quando, nos primeiros 10 minutos vi o Pedro, quer dizer,o Eriberto Leão em cena! Vi também o capanga da Norma (não sabe quem é? Clica aqui), Lima Duarte, Giulia Gam, Tonico Pereira... Juro: sei lá, nos 20, 25 minutos iniciais, pelos diálogos, pela direção das cenas, pelos cenários, achei que estivesse vendo uma novela global. E isso não é um elogio. Talvez o fato de Marcos Paulo ser o diretor do filme explique alguma coisa.

Assalto ao Banco Central é uma obra de ficção, inspirada no maior roubo a banco do século. O filme aborda desde a preparação da quadrilha aos bastidores da investigação da polícia federal. Esse é considerado um dos crimes mais sofisticados e bem planejados do Brasil. O filme mostra quem eram as pessoas envolvidas e como acabou essa história!

O filme é ruim? Não. Mas demora a engranar e, quando engrena, você fica com a sensação de que podia ser mais. Acho que o pior e o melhor do filme estão na escolha do elenco. 

Muito atores irritam de tão "deslocados". Até mesmo o Milhem Cortaz e a Hermila Guedes, que eu considero atores maravilhosos, têm uma atuação razoável. Quem absolutamente rouba a cena é o ator Vinícius de Oliveira, que interpreta o ingênuo e religioso Devanildo, irmão da personagem de Hermila Guedes, a Carla, que é mulher do Barão, o mentor do assalto. As cenas mais interessantes e engraçadas são com ele.



De resto, sobra uma história boa, contada com muitos altos e baixos e com menos emoção e ação do que poderia ou deveria. Não custa esperar chegar ao DVD. 


Viu o filme? Conte pra gente o que achou! Comente.

Postado por Mariana

6 comentários:

  1. Eu li tanta crítica ruim a esse filme que até desanimei. Inclusive falaram que parecia uma novela da Globo no pior sentido, ou seja, sem o capricho e a técnica que a gente vê na TV.

    Pelo jeito não perdi muita coisa.

    ResponderExcluir
  2. Ih, Rafa, eu nem tinha lido as ceíticas, mas se estão falando isso, concordo plenamente. Os primeiros minutos do filme são sofríveis!

    ResponderExcluir
  3. Pedro Vasquez11/8/11 08:01

    Eu assisti e gostei muito, acho que hoje em dia as pessoas criticam demais, será que um ator/atriz/diretor de tv não podem fazer cinema também? Se eu tiver outra oportunidade, assistirei de novo. Ótimo filme nacional.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Pedro. Claro que diretores de tv podem e devem fazer filmes ou o que mais desejarem! Obrigada pela participação.

    ResponderExcluir
  5. FILME BRASILEIRO ESTÁ LONGE DE PRESTAR...

    ResponderExcluir
  6. Olá, Melalilu. Eu gosto muito de cinema brasileiro, mas esse, realmente, não é dos melhores.

    ResponderExcluir