5 de agosto de 2011

Livro Não Conte a Ninguém – Harlan Coben

Fonte: Google Imagens.
Não Conte a Ninguém é o terceiro livro do autor Harlan Coben que leio. E posso afirmar que esse é o que mais gostei - lado a  lado com Desaparecido para Sempre. Dr. Beck, médico pediatra, sofre um atentado em que fica muito ferido e sua esposa morre. Oito anos depois, assuntos não resolvidos do passado voltam a tormentá-lo. De vítima, passa a ser considerado suspeito. E tudo fica mais confuso quando recebe um e-mail anônimo com a imagem de sua falecida esposa pedindo: “não conte a ninguém”. 

O que gostei desse livro foram as reviravoltas. Apesar de você consegui deduzir uma ou outra, a maioria é bem legal e você nem tem ideia de que poderia acontecer. Além disso, tem tudo que um fã de romance policial gosta: serial killer, bilionário corrupto, história de amor interrompida... 


O problema do livro, pra mim, foi a resolução da história. Tentando dar uma romanceada, alguns furos foram deixados. Claro, se você estiver tão envolvido na leitura, talvez você não perceba na hora, mas parando para pensar depois, dá pra indagar: “se fez isso, como não desconfiou de fulano? Por que ele teve a curiosidade de descobrir tal coisa?”. Enfim, alguns “moles”, mas a leitura é, mesmo assim, bem interessante. 

Em 2006, foi lançada uma versão cinematográfica francesa (Ne le dis à personne). Porém ainda não vi. Alguém já viu? Gostou? 

Eu não sei quanto custa exatamente, pois ganhei de presente (obrigada, titios e primo), mas deve ser uns R$ 25. 

Serviço 
Título: Não Conte a Ninguém 
Autor: Harlan Coben 
Ano: 2009 
Número de Páginas: 256 
Editora: Sextante 

Postado por Rafaela

4 comentários:

  1. To querendo muito ler esse livro!!!
    Beijoca

    ResponderExcluir
  2. Oi, Manu! Depois de ler, conte pra gente o que achou! :D

    ResponderExcluir
  3. Detesto qndo o autor dá esses moles! Eu acabo perdendo um pouco a "confiança".

    ResponderExcluir
  4. Mariana, tb não gostou muito, não. Ainda mais por eu ler muito livro desse estilo. Aí, eu meio que já vou tentando adivinhar o que o autor estava pensando, ainda mais se eu já tiver lido mais de um livro dele. rs

    ResponderExcluir