26 de fevereiro de 2013

Cerveja Hoegarden

Uma das minhas promessas para 2013 foi "reduzir em 50% a ingestão de bebidas alcoólicas". Eu não bebo tanto assim, o que significa que se eu alcançar este percentual, vou tomar uma cerveja por mês. É pouco. Bom, mas enquanto eu não coloco a promessa em prática, continuo testando brejas novas. A de hoje é a Hoegarden, de origem belga, feita de trigo. 

As cervejas de trigo costumam ser mais encorpadas, mais fortes, com teor alcoólico maior (4,9%). Para os leigos - eu!- uma boa comparação é: não é uma cerveja de se beber na praia, sob o sol escaldante, é mais uma cerveja de pub, para a noite. Saca a diferença?

Pesquisando, descobri no site www.costibebidas.com.br que a Hoegaarden "possui um processo de fabricação único e complexo e, por isso, é virtualmente diferente de qualquer outra cerveja no mundo. A primeira etapa da elaboração o líquido é um processo de alta fermentação. Depois, a cerveja é engarrafada sem pasteurização e permanece em repouso por mais três semanas para que aconteça a re-fermentação dentro da garrafa".

Eu gostei muito, muito mesmo. Ela tem um gosto forte, com personalidade, mas ao mesmo tempo é muito leve, refrescante.

Comprei em um bar na Zona Sul do RJ e custou R$ 12,50. Pelo preço, nota-se que não é o tipo de bebida para "matar a sede", é preciso apreciar, porque é cara e você não vai querer gastar rios de dinheiro com bebida, né?

Lembrando: menores de idade não devem consumir bebidas alcoólicas. E, se você beber, por favor, não dirija. : )

Testado por Mariana 

4 comentários:

  1. Aqui no Brasil a cerveja está tão ligada a algo corriqueiro, mais popular. É bom ver esse investimento em bebida mais pra degustação do que para beber por beber.

    Poderiam começar a fazer isso com refri pra mim, né? rs

    ResponderExcluir
  2. É bom conhecer essa variação, principalmente aquelas pessoas que gostam de beber mesmo socialmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Denise. Só não vale para quem detesta cerveja...rs

      Excluir