6 de setembro de 2013

Livro É melhor não saber – Chevy Stevens

Recebemos da Editora Arqueiro o livro É melhor não saber, de Chevy Stevens. Lemos a história de Sara Gallagher, que, apesar de ter uma relação muito boa com sua mãe e uma das irmãs, tem péssimo relacionamento com seu pai e a irmã mais nova. Adotada e às vésperas de se casar, Sara resolve procurar informações sobre o seu passado, dando a “desculpa” de que precisaria saber seu histórico de saúde familiar por causa de sua filha.

Ao investigar suas origens, Sara nunca iria imaginar que é filha do Assassino do Acampamento, serial killer muito famoso que nunca foi pego e que estava “fora da ativa”. Claro que essa informação se espalha pela internet e quem resolver procurar a filhinha? Claro, o papai assassino.

John, o pai assassino, passar a entrar em contato com sua filha e a tentar uma aproximação, primeiramente por telefone. Esse contato é a chance que a polícia tem para prendê-lo, por isso incentiva as conversas entre os dois.

O livro tem algumas reviravoltas interessantes, alguns sustinhos de leve, mas algumas partes são um pouco repetitivas, ficando meio cansativo, dando vontade até de pular uns parágrafos. Mas não é nada insuportável, dá pra seguir numa boa. O bom é que em grande parte da história, principalmente do meio para o fim, você fica ansioso para ler o que vai acontecer em seguida, se as coisas vão realmente acontecer ou não.

Outro ponto interessante do livro é que a história é narrada por Sara para sua psicóloga, que não interfere em nada. Ou seja, só ouve. Assim, parece que ela está contando a história para nós, leitores.

Enfim, é um bom livro, ótimo para quem quer uma leitura rápida com umas doses de emoção.

Testado por Rafaela

6 comentários:

  1. Gostei do enredo. Figuei interessada e vou ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem interessante. Dê uma chance a ele. :D

      Excluir
  2. Oie, Rafa!
    Gostei do enredo, parece ser bem interessante. E tenso.

    Mas,uma pergunta: a história termina em um volume só? Estou tendo uma "sorte" de livros ganharem continuação, sem saber quando vai ter o fim. hehehe

    XX

    Mia Duarte - hora da Colunista do Entre Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, aparentemente, não tem continuação. Só se viajarem MUITO na maionese. rs

      Excluir
  3. Será que o pai dela, o "assassino do acampamento" é o mesmo do livro A cabana?
    Esse livro narra uma história real, e uma menina é assassinada por um serial killer quando acampava com o pai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será? Eu não li A cabana... :/ Mas nesse livro, as vítimas 13 anos pra cima. É mais ou menos a idade da menina?

      Excluir