19 de novembro de 2013

Livro O projeto Rosie – Graeme Simsion

O livro O projeto Rosie, de Graeme Simsion, me atraiu primeiro pela capa bonitinha, depois mais ainda pela sinopse, que diz: 

“Perto de completar 40 anos, o peculiar professor de genética Don Tillman havia desistido do amor. Para acompanhar sua rotina severamente cronometrada, com esquema de refeições padronizadas, um cronograma para a execução de cada compromisso (inclusive para a prática de exercícios físicos antes de dormir) e lidar com sua falta de habilidade social, só mesmo a mulher perfeita. E ele já sabe como encontra-la. Ou pelo menos acha que sabe. Ele desenvolve o projeto Esposa Perfeita, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a selecionar candidatas adequadas a seu estilo de vida. Mas quando Don conhece a jovem Rosie ele descobre que nem tudo na vida pode ser programado... e que o amor pode, de repente, vir a seu encontro”.

Como fã da série The Big Bang Theory, identifiquei Sheldon em Don. Todo cronometrado, metódico, inteligentíssimo, sem um pingo de traquejo social, Don é um ser à margem das convenções sociais, e ele sabe disso. De cara dá para perceber que ele tem alguma síndrome relacionada ao autismo. Mas se você não perceber, uma palestra que ele mesmo ministro no início do livro dá todos os indícios. Só tem dois amigos, um professor da mesma universidade e sua esposa. Por saber disso e querendo encontrar uma companheira, ele desenvolve o Projeto Esposa, em que tenta selecionar sua parceira ideal, que se adapte à sua vida, rotina e “esquisitice” por meio de um questionário com DEZESSEIS páginas, FRENTE E VERSO. É muita sandice? E o pior é o número de resposta que ele obtém. Muitos questionários respondidos!

No meio desse projeto, ele enfrenta um outro, em que ajuda uma “amiga”. Amiga não pode ser a palavra mais adequada, mas é o que chega mais perto da relação que eles desenvolvem. Desse envolvimento, Don começa a perceber padrões comportamentais que ele tem e que não são bem vistos na sociedade. Seu excesso de franqueza, sua falta de atenção a questões emocionais, focando sempre na lógica, são empecilhos para que ele tenha uma vida em sociedade mais fácil e relaxada.

Don percebe que precisa ceder – ou mudar seus métodos em alguns pontos – para que se adaptar a uma companheira e para que ela se adapte a ele. Mas ele não muda sua essência, claro. Ele continua achando certas atitudes ridículas, desnecessárias, mas, ao invés de externá-las e causa um atrito, ele deixa correr e percebe que o resultado é muito mais agradável.

Pode estar dentro do gênero de chick lit, mas O projeto Rosie tem uma premissa bem legal e tem uma condução diferente do geral. É bem interessante.

Enfim, indico bastante. É uma leitura fluida, fácil, nem um pouco maçante. Editado no Brasil pela Record, tem 320 páginas e custa por volta de R$ 25.

Testado por Rafaela

8 comentários:

  1. Gostei! Já tinham me falado sobre esse livro, mas até então nem a sinopse eu tinha lido. Parece interessante, tirando o fato de que não tenho muita paciência pra Chick-Lit. Entrou pra minha lista. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas não é uma chick-lit tradicional, meio sem noção. Então, dá pra superar essa parte tranquilamente. Eu tb não tinha lido a sinopse. Fui pela capa. rsrsrs

      Excluir
  2. Achei interessante, quero ler a história do Dom e o Projeto Esposa que ele inventou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem legal, Denize. Vale a pena ler.

      Excluir
  3. Parece ser uma comédia pura :D

    Gostei, Rafa ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há situações tão inusitadas que chegam a ser engraçadas. rsrsrs

      Excluir
  4. Comprei esse livro mais ainda não li! Mas já está la na fila!

    ResponderExcluir