2 de maio de 2014

Livro Adultério – Paulo Coelho

Recebemos da Editora Sextante o novo livro do Paulo Coelho. Um dos escritores mais lidos do mundo, Coelho usa o adultério, que é o título do livro, para questionar sobre o amor, sobre o grau de satisfação que temos com nossa vida, trabalho, se estamos acomodados, se criamos problemas onde não há. Enfim, é um exercício para aprendermos mais sobre nós mesmos e a expectativa que temos dos outros, que criamos para nós mesmos e o que esperamos o que o outro faça.

Baseado em alguns relatos de internautas colhidos pelo autor, Adultério trata de vários tipos de traição e também da depressão. Aliás, é um tema muito importante no livro, sendo a peça fundamental para o desenrolar da trama. 

Tudo começa quando Linda, uma jornalista com um casamento e vida aparentemente perfeitos, começa a questionar sua rotina, seu futuro e essa “perfeição”. Tudo aflora quando encontra um ex-namorado que se liga a ela por várias questões. A partir daí, com os questionamentos que a personagem faz consigo e com outros personagens, Paulo Coelho vai discorrendo sobre o amor, a paixão, a depressão, a acomodação e, claro, sobre o adultério.



Confesso que nunca fui uma leitora assídua de Paulo Coelho, mas aproveitei a oportunidade dada pela Sextante. Não me arrependo nem um pouco. O livro tem uma leitura fluida, fácil, leve e que nos remete a pensar em nosso próprio comportamento. É um autoajuda sem cara de autoajuda. Não há lições de moral, nem passo a passo para ser feliz. Simplesmente mostra que os momentos em que nos questionamos não são uma aberração. Acontecem com muita gente e são válidos para nos fazer acordar e definir nosso rumo: se continuamos como está, se precisamos mudar algo ou partir para uma direção completamente diferente.

O livro já está à venda, custa por volta de R$ 25. Editado pela Sextante, possui 240 páginas.

Testado por Rafaela

6 comentários:

  1. Gosto do Paulo Coelho, mas, também como o Testei, não sou leitora assídua. Mas, gosto de historias que abordam certas situações que nos fazem pensar sobre nós mesmos. Quero ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é um ótima oportunidade para ler Paulo Coelho, Denize.

      Excluir
  2. Oi, Rafa

    Não sou muito lá fã do Paulo Coelho. Não sei se é um preconceito, mas nunca me chamou muito atenção ele.

    XOXO
    Mia Duarte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Mia. Também tinha essa sensação, mas esse livro é muito bacana. Dá para tirar essa coisa de preconceito em relação a ele.

      Beijos!!

      Excluir
  3. Paulo Coelho é aquilo: ou você já leu e gostou, ou você não leu e não gostou. Muito embora seus leitores mudem de opinião de um livro pro outro. Minha mãe é uma. Ainda quero ler Adultério porque me parece ter um enredo interessante. Só dei uma quase que lida em O Alquimista, quase porque faz tempo, eu não tinha blog ainda quando li a primeira vez. Vamos ver, né!

    ResponderExcluir
  4. O Paulo Coelho tem essa característica: ame-o ou odeie-o. Sempre fui meio indiferente em relação a ele, mas aproveitei a oportunidade e li Adultério. Gostei bastante porque é um autoajuda sem cara de autoajuda. Claro que há momentos de reflexão da personagem que nos mostra esse lado. Mas vai fluindo pelo texto. Por isso gostei. Eu também li O alquimista há séculos. rs

    ResponderExcluir