20 de agosto de 2014

Livro Bem-casados – Nora Roberts

Recebemos da editora Arqueiro o terceiro livro da Série Quarteto de noivas, Bem-casados, da autora Nora Roberts.

Cada volume da série conta a história de quatro amigas de infância e sócias na empresa de organização de casamento Votos. 

O primeiro, Álbum de casamento, conta a história da fotógrafa da empresa – a Mac. O segundo, Mar de rosas, tem como protagonista Emma – a especialista em flores.

Esse que recebemos está centrada em Laurel, a doceira da equipe. 

Com uma infância bem conturbada, Laurel deu duro e conseguiu se formar em que tanto sonhava: a confeitaria. Totalmente independente, não aceita interferência em suas decisões. Talvez por isso, apesar de sempre ter sido apaixonada por Delaney Brown, irmão de sua amiga Parker, nunca teve coragem de fazer algum movimento para se declarar. 

Completamente pragmático, Del é o advogado da Votos e um irmão mais velho para todas as meninas. Com o mesmo “idealismo” da independência, não se vê preso a ninguém. Mas os entendimentos entre Laurel e Del começam a mostrar uma química e um sentimento que ambos tinham, mas não tinham coragem o suficiente para demonstrar. Mas como são dois cabeças-duras, lutam contra isso.

Em Bem-casados, como Laurel e Del são mais práticos, não há um romance de suspirar, acho que fica até um pouco mais realista. Nora Roberts foi bem “fria” em relação a isso. Quem quer um romance cheio de açúcar não vai ter nesse livro. Apesar de achar o texto da autora bem fluído, nesse ela descreve demais certos cenários e detalhes que não enriquecem a história, só a deixa um pouco cansativa.

Essa falta de romance dá uma desanimada. E nem digo romance que só acontece em livros, não. Aquele romance do dia a dia, mãos dadas, um abraço mais caloroso. Eu sei que os personagens são, teoricamente, mais frios, com medo do amor, mas não precisa tanto.

O livro é incrível? Não, mas nem por isso não seja digno de ser lido. Só é um texto para um momento de relaxamento, sem grandes expectativas.

Por enquanto, para mim, o melhor da série é o primeiro. Carter (principalmente) e Mac são tudo de bom.

Apesar de ser uma série, os livros são independentes – com início, meio e fim –, você não precisa saber o que aconteceu nos livros anteriores, pois há uma citação ou outra para situar. Mas, se der, não custa nada ler na ordem, pois a cada livro a gente entende melhor o conjunto, os sentimentos das meninas, seus objetivos etc.

Testado por Rafaela

4 comentários:

  1. Já gostei por motivos de: 1) ela é independente e 2) ele também. Pela resenha dá pra sentir que eles começam a se entender e isso me agrada. Adoro romances que começama assim. Não li nenhum da série, mas se der pra ler separadamente sem me perder, eu quero ler. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por aí mesmo, Carol. rsrs

      Adoro série que dá pra ler separadamente... rsrsrs

      Excluir
  2. Séries em que você pode ler separadamente é o melhor!!!
    Ficar presa a zilhões de livros dos mesmos personagens é muito cansativo. Digo por experiência própria.
    Acho que leria aquele que você indicou no final.

    XOXO
    Mia Duarte - hora da Colunista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, não aguento mais série com 300 livros. Aí, a autora demora um século para lançar, resolver acrescentar contos. Ih, vira uma história sem fim...

      Excluir