9 de março de 2015

Livro Tensão – Gail McHugh

Sinopse

Após a morte da mãe, a vida de Emily Cooper vira de cabeça para baixo. Ela precisa de um novo começo, e Dillon Parker, seu namorado, a convence a se mudar para mais perto dele a fim de passarem mais tempo juntos. Em Nova York, Emily arranja um emprego temporário como garçonete em um restaurante no centro de Manhattan. Ao sair para fazer uma entrega logo no primeiro dia de trabalho, ela esbarra em Gavin Blake, um empresário sexy e bem-sucedido. Assim que seus olhares se encontram, há uma tensão no ar, mas nenhum dos dois consegue entender ou explicar essa forte conexão. Atormentada, Emily tenta não pensar muito naquele desconhecido que mexeu tanto com ela. Porém, ela descobre que Dillon e Gavin são amigos e que terá de conviver com ele muito mais do que poderia ter imaginado. Perdida em sentimentos confusos, Emily sente o desejo por Gavin crescer e se tornar mais ardente a cada vez que se encontram. Será que os dois vão resistir à tensão ou se entregar a essa paixão, apesar de todas as consequências? 

Recebemos da editora Arqueiro Tensão, de Gail McHugh. E estou meio confusa se adorei e odiei. Minha dúvida se dá, principalmente, por conta da protagonista. Emily é uma jovem recém-formada que perdeu a mãe há pouco tempo. Durante esse turbilhão, seu namorado (Dillon) é uma rocha de apoio em quem ela se escora e ajuda-a a se levantar. Muda de cidade para ficar mais perto do amado e começar uma nova vida. E realmente começa. Um encontro com um cliente (ela é garçonete) faz seu coração pulsar e suas pernas tremerem. Mas Emily fica dividida pois, além de amar (ou achar que ama, não me decidi) Dillon, sente uma dívida de gratidão para com ele.

No decorrer da trama, vamos observando a personalidade e o caráter de cada personagem. A partir daí que as coisas ficam estranhas. A apatia e a indecisão de Emily irritam. Até acredito que isso aconteça de verdade, pois várias mulheres, por “n” motivos, se submetem a um relacionamento que não dá o que elas querem. Então, incomoda e você pensa “nunca que ficaria num relacionamento assim. Esse namorado é sei lá o que”, mas a gente não está na pele da pessoa para saber o que acontece. Rolam culpa, baixa autoestima, acomodação. Não sei...

Bem, não dá para escrever muito, pois teria muito spoiler. Mas como estamos lendo um romance, uma história inventada, queremos o que? Que o livro siga um curso-padrão. Acho que um dos motivos para ter essa sensação incômoda é o tamanho de Tensão. Apesar de ser relativamente pequeno, 336 páginas, a autora enrola muito, repetindo situações que já sabemos como vão acabar.

Ah, vai ter uma continuação. O livro acaba como se fosse um capítulo de novela: no auge da virada da trama. Pulsação (o próximo e que fecha a história) deve chegar ao Brasil no meio do ano. Vou deixar de ler por causa das minhas observações? Claro que não!

Testado por Rafaela

2 comentários:

  1. A história de se apaixonar pelo melhor amigo do namorado, não é novidade. Se, no conteúdo da trama tiver lances interessantes, vai valer a pena ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muito clichê, mas o namorado da protagonista foge um pouco do padrão. Então, fica mais interessante.

      Excluir