11 de dezembro de 2015

Livro Magia do Sangue – Nora Roberts

Sinopse
Há muitos anos, Branna O’Dwyer entregou seu amor a Finbar Burke. No entanto, o romance durou pouco. Uma maldição ligada ao sangue de suas famílias os proibiu de ficar juntos.
Branna tentou preencher esse vazio com amigos e familiares, mas sabe que, sem Fin, sua vida nunca estará completa. Ele, por sua vez, passou os últimos doze anos viajando pelo mundo, focado exclusivamente no trabalho.
Atormentados pela forte atração que nem a distância pôde aplacar, nenhum dos dois acha que um dia se entregará de novo ao amor.
Entretanto, em meio às sombras que ameaçam destruir tudo o que eles consideram mais precioso, esse relacionamento sem futuro pode ser também a última esperança que lhes resta.

Cheguei ao fim de mais uma trilogia. Dessa vez foi Primos O’Dwyer, da Nora Roberts. Trata-se de três bruxos (dois irmãos e uma prima) que precisam derrotar Cabhan, um inimigo com forma de lobo que busca vingança há séculos (mais de 800 anos!). E, para isso, contam com ajuda dos seus três grandes amigos. Os dois primeiros livros já foram resenhados aqui: Bruxa da noite e Feitiço da sombra.

Cada livro é um avanço na busca de uma solução para derrotar Cabhan definitivamente. Claro que, falando de Nora Roberts, não podemos esquecer o romance. São seis protagonistas – três homens e três mulheres –, já viu onde isso vai dar?

O Bruxa da noite foi focado em Iona (a prima) e nos foi apresentado a história, o contexto da vingança, os motivos. O livro volta no tempo para compreendermos melhor tudo o que se passa. Esse primeiro, inclusive, é o que tem mais passagens nos anos 1200.

Feitiço da sombra é focado em Connor (o irmão) e é aquele segundo livro bem típico de trilogia: não avança muito para não acabar com a história, mas precisa fazê-la andar. Então, temos novidades nas magias, no combate ao inimigo (todos os livros possuem combates rápidos e outros violentos e demorados) e na dinâmica entre os seis.

O último livro – Magia do sangue –, o mais aguardado por mim, é centrado em Branna (a irmã mais poderosa). Descobrimos mais sobre o passado de Cabhan (sabíamos mais sobre os bruxos), temos novidades interessantes sobre Fin – um dos amigos – e vemos os seis arquitetando o que pode ser o golpe final, o fim real do lobo, ou se o lobo irá vencer de vez depois de tantos séculos.

Pela sinopse já sabemos o que vai acontecer? Sim. Há coisas óbvias e clichês? Com toda certeza. É ruim? Não. A trilogia se propõe a um entretenimento, a um romance que tem como pano de fundo a magia. Mas, olhando bem, percebemos que a autora quis mostrar como a luxúria, ficar preso ao passado, a uma vingança descabida, pode atrasar sua vida, você não consegue evoluir.

Nem sei se esse era o objetivo de Roberts – dar essa “lição”  ou apenas entreter. Mas sei que a trilogia Primos O’Dwyer é um bom passatempo sem grandes pretensões. A linguagem é simples (claro que tem uma palavra ou outra que envolve magia, tem expressões irlandesas, que são traduzidas ao lado), direta e sem muito frufru.

Dos três livros que recebemos da editora Arqueiro, gostei mais do primeiro e do último. A Bruxa da noite dá um panorama interessante com as idas e vindas no tempo. Já Magia do sangue consegue convergir os acontecimentos de vários séculos de uma maneira interessante.

Título
Magia do sangue (livro 3 Trilogia Primos O’Dwyer)
Autora
Nora Roberts
Título original
Blood Magick
Páginas
288
Editora
Arqueiro

 Testado por Rafaela

2 comentários:

  1. Apesar de não lido nenhum dos três livros, adoro o tema. Mas pretendo ler.

    ResponderExcluir