11 de abril de 2016

Livro Tudo pode mudar – Jonathan Tropper

Sinopse
Zack é o mais velho dos três filhos da família King, despedaçada quando o pai, o excêntrico e irresponsável Norm, sumiu da vida de todos. Durante os anos seguintes, Zack moldou sua personalidade para que jamais se parecesse com ele. Assim, se tornou um homem pacato e conservador.
Ele tinha consciência de que se acomodara a uma situação conveniente: morava de favor na casa de um amigo rico, tinha um emprego medíocre mas estável e estava noivo de uma mulher por quem não era apaixonado. Apesar disso, sentia-se relativamente feliz com sua vida.
Certo dia, Zack encontra sangue em sua urina e, após realizar alguns exames, passa a suspeitar de que sofre de câncer. Atordoado com a possibilidade da morte iminente e assustado com o casamento que se aproxima, ele começa a questionar suas escolhas e a perceber a fragilidade daquela vida falsamente estruturada.
Para complicar ainda mais a situação, sua relação com Tamara – viúva de seu melhor amigo – adquire uma proximidade perigosa. A atração entre os dois é irresistível e, ao mesmo tempo, proibida.
Sua confusão emocional atinge o auge quando Norm reaparece, disposto a fazer qualquer loucura para conquistar o perdão da família.
Enfrentando tantos problemas ao mesmo tempo, Zack perde o controle de suas emoções pela primeira vez. Ele precisa lidar com a possibilidade de ter uma doença fatal, o medo de magoar Hope, a paixão platônica por Tamara, a sensação de fracasso profissional e os sentimentos conflitantes em relação ao pai e a si mesmo.
Com muito humor e sensibilidade, Jonathan Tropper conta uma história de amor, traição, perdão, recomeço e a chance de se criar uma vida nova em meio ao caos.

Mais um livro do Jonathan Tropper aqui no blog. Já li Como falar com um viúvo, Sete dias sem fim e Antes de partir desta para uma melhor. O da vez é Tudo pode mudar.

Novamente, temos um homem como protagonista. Zack está na casa dos 30 e leva uma vida cômoda. Apesar de sentir uma leve inquietação sobre isso, não tenta mudar justamente por se sentir confortável, ou melhor, acomodado.

Isso muda com a possibilidade de estar doente. No intervalo de dias entre ele perceber o problema e o diagnóstico, ele repensa todos os aspectos da sua vida: carreira, noivado, relacionamento com a família...

Em Tudo pode mudar, que recebemos da editora Arqueiro, Jonathan Tropper repete um pouco sua fórmula: homem confuso que tem uma experiência que o faz repensar sua vida. Mas, desta vez, o autor é mais direto, floreia menos, deixa menos coisas e assuntos no ar. Ele vai direto ao ponto. Nos outros livros do autor, ele divaga, “filosofa” mais ao invés de fazer a história andar.

Aqui, não. Aqui, Tropper anda com a história, há uma evolução de seus personagens. Mas isso não quer dizer que ele não tem sua essência no livro. Há toda a confusão de sentimentos do personagem, há os secundários que são de suma importância para história, há o humor negro, há o sarcasmo e até uma boa dose de romance.

Tudo pode mudar é bem curto, 288 páginas, direto, sem muita enrolação. Isso faz com que a história flua sem criar barriga ou alguma vontade de parar de ler. A dinâmica familiar é bem interessante e seu relacionamento com um dos melhores amigos não é tão explorada, mas percebe-se que é significativa.

Por ele ter sido mais direto e ter feito a história andar, gostei bastante de Tudo pode mudar. Outro livro que também gostei bastante foi Como falar com um viúvo, pois é uma situação teoricamente trivial – o ficar viúvo –, mas que ninguém em volta saber lidar, criando situações constrangedoramente engraçadas.

Título
Tudo pode mudar
Autor
Jonathan Tropper
Título original
Everything changes
Editora
Arqueiro
Páginas
288


Testado por Rafaela

Um comentário:

  1. Adorei o tema, conflitos familiares, emoções é comigo mesmo. Não conheço o autor, mas pretendo ler.

    ResponderExcluir