21 de janeiro de 2017

Testadora convidada: – Série A garota do calendário – Audrey Carlan

Há quanto tempo não temos a participação de um testador convidado, não? Mas a Mia Fernandes está aqui para acabar com esse hiato. Ela leu a série A Garota do Calendário (sim, 12 livros!) da autora Audrey Carlan.

Vamos o que ela nos conta?

Por que você deve confiar na jornada proposta pela série A Garota do Calendário?


De início ela aparenta que vai ser uma série somente focada no sexo, já que a protagonista aceita o trabalho de ser acompanhante de luxo durante cada mês do ano, de homens poderosos. Eu realmente caí nesta armadilha durante os dois primeiros meses, Janeiro e Fevereiro. No entanto, no decorrer dos meses, a Mia Saunders, a acompanhante, mostrou que ela pode exercer outros papéis na vida dos seus clientes. Ela começou a mostrar que não era somente na cama que ela tinha boa ideias. 



“Era o momento de provar que eu poderia fazer algo diferente de ser modelo, fingindo ser alguém que não sou ou apenas a mulher de alguém. Não que eu me importasse com isso. Ser a mulher de Wes era tudo, mas era pessoal, particular, entre nós. Esse trabalho, essa oportunidade era só minha. Era o momento de Mia Saunders mandar ver e fazer o seu nome. Nós só temos uma chance de fazer algo tão grande, e eu não deixaria a oportunidade passar de jeito nenhum.” (outubro)

A autora conseguiu quebrar aos poucos a ideia intrínseca da palavra acompanhante junto com prostituição. Mia Saunders aceitou este acordo de ser acompanhante de luxo para pagar uma dívida familiar. Mas isto não queria dizer que alguém mandaria nela ou no seu corpo. Sexo só seria feito se ela estivesse a fim. A personagem teve um crescimento pessoal e profissional bem desenvolvido, mesmo que os livros fossem curtos. A Mia de Janeiro é completamente diferente da Mia de Dezembro, na qual encontrou o caminho da sua vida profissional e pessoal. 

Durante 12 meses, ela evoluiu como pessoa, ajudou os seus clientes. Desenvolveu campanhas publicitárias e se envolveu em causas públicas. E acima de tudo, encontrou uma família e amigos verdadeiros. Amigos que, em situação diferente, nunca teria feito.

“Eu gostaria de desafiar todos vocês que estão assistindo ao programa a agradecer alguém que signifique muito para vocês. Espalhem a alegria e o amor que recebemos diariamente, muitas vezes sem perceber, e os retribuam. Mais que isso... sejam gratos pelo que vocês tem e se alegrem com isso” (novembro) 

A grande fala que me marcou nesta serie foi: Confie na jornada. Em cada momento de vulnerabilidade e dramas, Mia pensava que tudo acontecia por uma razão, que bastava confiar e seguir o seu caminho.

Não estou aqui para dizer que o livro mudou a minha vida. É uma leitura para dias de final de semana, para desanuviar a cabeça ou dar uma parada em livros com temas mais complexos. Poderia todos os meses ter sido lançado num mesmo livro? Sim, poderia. Mas, para se envolver com o progresso da Mia, tinha que ser em passos de bebê. E no final perceber que tudo teve um motivo para acontecer.

“Nós éramos mais fortes pelo que havíamos enfrentado. Isso nos fazia valorizar ainda mais o que tínhamos. Momentos como aquele eram novas e belas lembranças que eu levaria comigo até o último dia da minha vida.” (dezembro)

Testou algum serviço ou produto e quer dividir com a gente? É só mandar texto e foto para testeirpavoce@gmail.com

Postado por Rafaela

0 comentários:

Postar um comentário