29 de abril de 2017

Na Cabeceira – Novembro 9 – Colleen Hoover

Sinopse

Autora número 1 da lista do New York Times retorna com uma história de amor inesquecível entre um aspirante a escritor e sua musa improvável. Fallon conhece Bem, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Bem em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

Autora: Colleen Houck

Título: Novembro 9

Número de Páginas: 352

Editora Galera Record

Volume único

Você pensa: vou ler só o primeiro capítulo, aí vê que está página 15, mas parece que piscou e voilá na 50 e não consegue largar o livro. Eh como se fosse crack, uma droga viciante. Parafraseando o personagem principal quando começa a ler um dos romances da protagonista. Não existe uma definição melhor para encaixar a minha reação a Novembro 9

Oh data bendita, fiquei até tomando conta de cada minuto quando ela aconteceu na vida real. Ela é tão explosiva como foi a conquista de Trump na corrida das eleições americanas. Tudo pode acontecer nesta data. DIGO TUDO!

Vamos por parte. A autora mostra que para uma boa história de amor é necessário química entre os personagens e deixar o seu leitor nunca imaginar o que vai acontecer a seguir. Sim, foi uma verdadeira montanha russa acompanhar cada encontro de Fallon com Ben, sempre no dia 9 de novembro.

“Estou me mudando para outro lado do país, então o que acontecer nas próximas horas não terá nenhum impacto na minha vida, de um jeito ou de outro.”

9 de novembro é o marco da mudança tanto para Fallon quanto para Ben. Foi este dia que mudou a vida dela e justamente quando estava de mudança para NY, ela conhece Ben, um aspirante a escritor. Dizer que a química foi instantânea é pouco. É profunda a ponto deles criarem um plano de 5 anos, no qual somente se encontrariam uma vez a cada 365 dias, no tão fadado 9.11 


“Porque quando você ama uma pessoa, tem o dever de ajudá-la a ser a melhor versão de si mesma.” 

A cada ano que passa a autora apresenta o crescimento dos personagens, através das mudanças do ponto de vista. Cria-se um laço com Fallon e toda a sua insegurança (e suas notas para o beijo ideal) e com Ben com todo o seu jeito fofo, não é a toa que ele é um escritor.

“Leio muitos romances, então sei quando é o momento certo. Se vamos nos beijar, tem que ser digno de um livro.”

Eu sofria em cada encontro, a toda reviravolta na vida do “casal”, deste relacionamento que só acontecia uma vez por ano. Quando pensava que agora iria, alguém conseguia dar um tiro no pé. Ou o destino fazia as suas graças.

“Os objetivos são alcançados com desconforto e trabalho árduo. Não são alcançados quando você se esconde em um lugar onde se sente à vontade e confortável.”

Confesso que chorei e fiquei muito abismada com as reviravoltas e plots que Colleen aprontava para o casal. E também busco o meu Ben, mas acima de tudo aprendi que cada minuto, cada segundo vale a pena e acima de tudo, eles fazem a diferença na vida e na sua marca na vida das pessoas ao seu redor.

“Quando encontrar o amor, deve agarrá-lo. Você o agarra com as mãos e faz o possível para não soltar. Não pode simplesmente se afastar dele e esperar que dure até que você esteja preparada.”

Se recomendo? Querido(a), largue tudo e leia agora. E se junte a mim para saber o que te aguarda no próximo 9.11


XOXO

Mia Duarte 


“Ainda não terminei de me apaixonar por você.”

“Porque quando você ama uma pessoa, tem o dever de ajudá-la a ser a melhor versão de si mesma.”


0 comentários:

Postar um comentário